ABCDivórcio - 1° Guia Brasileiro sobre Divórcio Resgate sua Relação
ABC Divórcio Rede Social especial para Divorciados/Separados Fórum de Discussão especial para Divorciados/Separados
Ajude um(a) amigo(a) nesta situação!
"Não existe amor minúsculo, principalmente quando se trata de amor-próprio" Martha Medeiros
Você está em:

VN:F [1.9.22_1171]
Gostou deste texto?

Com quem ficarão os filhos? A definição da guarda

Após a separação de um casal, as obrigações dos pais em relação aos filhos devem ser distribuídas entre os dois lados. Ambos têm o encargo de continuar garantindo o bem-estar dos filhos. Isso inclui estudo, saúde, alimentação, lazer entre outros direitos da criança e do adolescente. Em alguns casos essa distribuição é realizada pelos próprios pais; em outras, pela Justiça.

Nos casos em que a Justiça avalia as condições e decide como o processo será realizado, existe a guarda física e a jurídica. A guarda física se refere ao local onde será a referência de moradia do filho, e a jurídica se refere às outras obrigações dos pais (educação, saúde, alimentação e outras). Na maioria das vezes a guarda é concedida às mães, mas quando existe algum fator como problemas psiquiátricos, risco para a integridade do filho ou falta de vontade de possuir essa guarda, ela é dada ao pai ou outro parente.

O fator principal, que determina quem é a pessoa mais indicada, não é a quantidade de dinheiro ou posses. O mais importante é a vontade de criar esse filho, empenho, possibilidade de melhor educação, saúde, segurança e carinho. Os filhos podem sim opinar sobre suas vontades, mas o caso continuará sendo avaliado para ser tomada a melhor decisão.

Existe um tipo de guarda na qual um dos pais possui a totalidade dessa guarda e o outro pode apenas fazer visitas marcadas aos filhos. Essa é a chamada guarda exclusiva ou unilateral. O fato de essas visitas serem realizadas em datas marcadas e não serem tão frequentes quanto um convívio diário, acabam dificultando o contato entre o pai e o filho. A educação e o crescimento dessa criança ou adolescente passa a não ser acompanhado por completo, o que causa uma perda, tanto para o pai quanto para o filho. Nesse mesmo segmento existe a guarda unilateral temporária. Nessa, um dos pais cede a guarda por um certo período e depois pode solicitá-la outra vez. Isso é bem frequente nos casos em que um dos pais viaja por motivos profissionais e não pode ficar com o filho em datas fixas.

Existe também a guarda alternada, na qual se alterna entre os pais a guarda e o poder de decisão sobre o filho. Esse passa a mudar de casa em períodos iguais e pré-estabelecidos, ou seja, os dois possuem as guardas física e jurídica. O filho fica uma semana em cada moradia (ou o período que for determinado). O ponto positivo é que ele convive tanto com o pai, quanto com a mãe, e tem uma referência de lar com cada um deles. O ponto negativo é que essa mudança constante pode gerar uma insegurança emocional e desorganização pessoal para o filho, que pode se sentir sem um lar ou educador fixo.

Já na guarda compartilhada, ou conjunta, o filho mora com um dos pais, que tem a guarda física, e os direitos e deveres em relação ao filho são dos dois. Ambos continuam tendo suas obrigações morais como pais mas o lar do filho é um só.

A escolha da guarda e as atitudes dos pais devem ser baseadas no melhor para a criança ou adolescente. Devem pensar se realmente podem oferecer o melhor e caso a resposta seja negativa, ceder ao ex-parceiro o direito de educar, cuidar e criar o filho da melhor forma possível. Nenhum dos dois deixará de ser pai ou mãe, portanto, devem participar o máximo possível na vida desse filho e buscar promover seu bem-estar.

Conhece algum amigo ou amiga nesta situação? Indique esta leitura!
Deixe seu Comentário abaixo ou,
se preferir, discuta este assunto em nosso Fórum:
Fórum de Discussão
Nossa Rede Social

Deixe um Depoimento/Comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>


Comentários
Busca:
Curta nossa página no Facebook

Muito bacana este espaço! Meu marido me deixou e por isso estou aqui para compartilhar informações e coisas com quem está passando pelo mesmo que eu….  Obrigada ABC!

Bacana!

Deixe você também seu depoimento!
Depoimentos
Cadastre-se e receba nossas
dicas em seu e-mail:
Todos os direitos reservados. Favus Design For Business.