ABCDivórcio - 1° Guia Brasileiro sobre Divórcio Resgate sua Relação
ABC Divórcio Rede Social especial para Divorciados/Separados Fórum de Discussão especial para Divorciados/Separados
Ajude um(a) amigo(a) nesta situação!
"Não existe amor minúsculo, principalmente quando se trata de amor-próprio" Martha Medeiros
Você está em:

VN:F [1.9.22_1171]
Gostou deste texto?

Como são divididos os bens do casal

Não importa como um casal administra suas finanças enquanto estão casados. Na hora da divisão dos bens gerada por uma separação, o que vale é o regime de bens do contrato de casamento.

Os principais regimes de bens no Brasil são:

1 – Comunhão total de bens - Todos os bens, do passado e futuro, pertencem igualmente ao marido e à esposa.

2 – Comunhão parcial de bens – Os bens que valem igualmente para o marido e para a esposa são apenas aqueles adquiridos após o casamento. O montante conquistado antes do casamento pertence apenas ao proprietário original.  A única diferença refere-se a uma possível herança: a qualquer momento do casamento em vigência, só terá direito à herança o cônjuge que a recebeu.  Esta comunhão parcial de bens vale também para os noivos que não se manifestam na ocasião do casamento.

 3 – Separação total de bens – Nenhum bem, do passado ou futuro, é compartilhado. Cada parcela do casal é titular dos bens colocados em seu nome. Casais com mais de 70 anos são obrigados a obedecer este regime de separação total de bens.

4 – Participação final dos aquestos -  Este é o sistema misto de administração de bens de um casal. Durante o casamento, o marido e a esposa administram exclusivamente o seu próprio patrimônio pessoal. Após o rompimento da sociedade conjugal, apuram-se os bens de cada cônjuge. Cada um recebe a metade dos bens adquiridos durante a vigência do casamento.

Nas várias formas de união, a mais problemática na hora de uma partilha de bens ocorre quando os noivos preferem não oficializar o casamento, configurando uma “união estável”. Neste caso, o regime considerado será o da comunhão parcial de bens. O problema, nestes casos, é determinar quando a união começou. Só assim poderá se saber o momento em que os bens começaram a ser adquiridos com o casal unido.

Conhece algum amigo ou amiga nesta situação? Indique esta leitura!
Deixe seu Comentário abaixo ou,
se preferir, discuta este assunto em nosso Fórum:
Fórum de Discussão
Nossa Rede Social

Deixe um Depoimento/Comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>


Comentários
Busca:
Curta nossa página no Facebook

Muito bacana este espaço! Meu marido me deixou e por isso estou aqui para compartilhar informações e coisas com quem está passando pelo mesmo que eu….  Obrigada ABC!

Bacana!

Deixe você também seu depoimento!
Depoimentos
Cadastre-se e receba nossas
dicas em seu e-mail:
Todos os direitos reservados. Favus Design For Business.