ABCDivórcio - 1° Guia Brasileiro sobre Divórcio Resgate sua Relação
ABC Divórcio Rede Social especial para Divorciados/Separados Fórum de Discussão especial para Divorciados/Separados
Ajude um(a) amigo(a) nesta situação!
"E no amor é assim, não existe moral da história! " Martha Medeiros
Você está em:

VN:F [1.9.22_1171]
Gostou deste texto?

Mexa-se, porque o sedentarismo pode matar

No ano dos Jogos Olímpicos de Londres e sua celebração do valor do corpo, uma pesquisa na revista médica Lancet estimou o lado oposto do culto ao esforço físico: Um terço dos adultos do planeta não pratica exercícios físicos regularmente, o que causa cerca de 5,3 milhões de mortes anuais em todo o mundo. Essa inatividade tem matado mais que o tabagismo, pois é responsável por uma em cada dez mortes por doenças como problemas cardíacos, diabetes e câncer de mama e do cólon, revela o estudo. A pesquisa – dirigida pela Dra. I-Min Lee, do Hospital Brigham e da Escola Médica da Universidade de Harvard – mostrou que 11,4% de todas as mortes dessas doenças na América Latina e no Caribe são consequência de uma vida sedentária. E no Brasil, palco da próxima Olimpíada mas sem uma política nacional de apoio à prática esportiva, o número sobe para 13,2%.

Um dos grandes males da vida moderna – refém do excesso de tecnologias facilitadoras da vida cotidiana e esfomeadas também pelas horas de lazer das pessoas – o sedentarismo já atingiu tamanha gravidade que foi considerado uma pandemia (epidemia mundial) segundo os pesquisadores. Eles pedem com urgência uma mudança drástica de mentalidade e hábitos para combater a doença da inatividade.

Uma das sugestões dos responsáveis pela pesquisa é mudar o foco das campanhas de incentivo às atividade físicas e prática esportiva. Em vez de lembrar as pessoas apenas dos benefícios de se fazer esportes, é vital mostrar os riscos e perigo da vida sedentária ou restrita ao futebolzinho e caminhada do final de semana, em geralmente no “domingão no parque”.

A equipe de 33 pesquisadores, provenientes de vários países, afirmou que os governos precisam melhorar a conveniência (propiciar mais áreas próximas dos moradores que permitam o esporte), segurança e acesso aos exercícios físicos.

Segundo Pedro Hallal, da Universidade Federal de Pelotas, ouvido pela BBC, “o desafio global é claro: tornar a prática de atividades físicas como uma prioridade em todo o mundo para aumentar o nível de saúde e reduzir o risco de doenças".

O estudo apontou que, no Brasil, a inatividade física causa 8,2% dos casos de doenças cardíacas; 10,1% dos casos de diabetes tipo 2; 13,4% dos casos de câncer de mama e 14,6% dos casos de câncer de cólon.

Combatendo a preguiça que pode ser doença. Para cuidar bem da saúde e ficar longe de uma série de doenças, o estudo recomenda para os adultos sedentários 150 minutos semanais de exercícios moderados, como caminhadas, ciclismo, jardinagem. Para que nunca praticou ou está há bastante tempo parado, recomenda-se cautela e um papo com o médico antes de começar.

 

 

Conhece algum amigo ou amiga nesta situação? Indique esta leitura!
Deixe seu Comentário abaixo ou,
se preferir, discuta este assunto em nosso Fórum:
Fórum de Discussão
Nossa Rede Social

Deixe um Depoimento/Comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>


Comentários
Busca:
Curta nossa página no Facebook

Muito bacana este espaço! Meu marido me deixou e por isso estou aqui para compartilhar informações e coisas com quem está passando pelo mesmo que eu….  Obrigada ABC!

Bacana!

Deixe você também seu depoimento!
Depoimentos
Cadastre-se e receba nossas
dicas em seu e-mail:
Todos os direitos reservados. Favus Design For Business.