ABCDivórcio - 1° Guia Brasileiro sobre Divórcio Resgate sua Relação
ABC Divórcio Rede Social especial para Divorciados/Separados Fórum de Discussão especial para Divorciados/Separados
Ajude um(a) amigo(a) nesta situação!
"Tem dias que não estamos pra samba, pra rock, pra hip-hop, e nem pra isso devemos buscar pílulas mágicas para camuflar nossa introspecção, nem aceitar convites para festas em que nada temos para brindar. Que nos deixem quietos, que quietude é armazenamento de força e sabedoria, daqui a pouco a gente volta, a gente sempre volta, anunciando o fim de mais uma dor – até que venha a próxima, normais que somos." Martha Medeiros
Você está em:

VN:F [1.9.22_1171]
Gostou deste texto?

Sou casada e me apaixonei por outro. O que eu faço?

Mesmo quando o casamento vai bem, passam pela vida dos cônjuges pessoas interessantes, inteligentes e fisicamente atrativas. De repente, um dos parceiros se vê fisgado por uma terceira pessoa, e a paixão não demora a surgir. A dúvida, então, paira em seus pensamentos: o que fazer?

O psicólogo e terapeuta familiar Oswaldo Pazini recomenda que, se a pessoa quer manter seu casamento, o melhor é se afastar por completo desse terceiro. “A paixão é febre, é doença, é algo que você não tem controle; é muito difícil segurá-la”, afirma.

E a decisão nesse primeiro momento, segundo Pazini, deve ser tomada solitariamente, sem dividir com o parceiro. “Na minha opinião, não faz sentido contar que está começando a se apaixonar por outro se a intenção for se afastar dele e manter a sua relação estável. Já se a ideia for investir na nova relação, a gente espera que a pessoa comunique isso ao parceiro e termine o casamento”.

Apesar de os causadores da paixão por terceiros ainda serem um mistério, e dependerer de inúmeras variáveis, o psicólogo afirma que há características de um casamento que podem ajudar a evitá-la.
A principal delas é a solidez do relacionamento, segundo Pazini. Se além da paixão, o casal é unido por sentimentos como amor, amizade, tolerância, compreensão e cumplicidade, é menos provável que os cônjuges se atraiam por novos parceiros.

A segunda mais importante é a disposição para discutir a relação com frequência. “O casal deve conversar sobre o casamento diariamente, para não ficar com pendências sentimentais, dividir anseios e dúvidas, e esclarecer mal entendidos”, disse o psicólogo.

Outro fator que ajuda a evitar ser fisgado por uma nova paixão é a idade. Quando se é mais jovem, a pessoa tem menos habilidades e recursos para se controlar. A existência de filhos, de uma boa condição financeira em família e de um negócio juntos também fazem com que o parceiro pense duas ou três vezes antes de olhar para o lado.

Pazini conta que, de acordo com sua experiência clínica, os homens são mais propensos a se apaixonarem e conseguirem reverter esse sentimento, terminando por manter o casamento. Já quando as mulheres se apaixonam por um terceiro, a chance para o casal se reunir é menor.

Sou casada e me apaixonei por outro. O que eu faço?, 6.0 out of 6 based on 1 rating
Conhece algum amigo ou amiga nesta situação? Indique esta leitura!
Deixe seu Comentário abaixo ou,
se preferir, discuta este assunto em nosso Fórum:
Fórum de Discussão
Nossa Rede Social

Deixe um Depoimento/Comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>


Comentários
Busca:
Curta nossa página no Facebook

Aqui entra o depoimento Aqui entra o depoimento Aqui entra o depoimento Aqui entra o depoimento Aqui entra o depoimento Aqui entra o depoimento Aqui entra o depoimento Aqui entra o depoimento Aqui entra o depoimento.

Sou casada e me apaixonei por outro. O que eu faço?, 6.0 out of 6 based on 1 rating Teste de Depoimento

Deixe você também seu depoimento!
Depoimentos
Cadastre-se e receba nossas
dicas em seu e-mail:
Todos os direitos reservados. Favus Design For Business.